(84) 3082-1871 / 3222-8231 / 3201-3807

Vacina Dupla Adulto e Infantil

Doença

* Difteria- doença grave que acomete principalmente a garganta, mas que pode atingir o coração, rins e fígado.
* Tétano- doença grave que cursa com severos espasmos musculares, hipertonia e convulsões que podem levar ao óbito.

Composição

Vacinas inativadas que contém iguais concentrações de toxóides do tétano e diferentes concentrações do toxóide diftérico, estando a maior concentração na DT de uso infantil.

Eficácia

A vacina confere uma proteção contra a difteria de 90 a 95%. Para o tétano a eficácia é de aproximadamente 100%.

Indicações

A DT deve ser usada em:
* Crianças dos 2 meses até os 7 anos de idade, que não possam receber a vacina contra coqueluche presente na DTP ou DTPa (encefalopatia)
A dT deve ser usada em:
* Esquema básico para não vacinados maiores de 7 anos, quando a dTpa não poder ser utilizada
* Reforços após os 7 anos de idade, quando a dTpa não poder ser utilizada
* Para a vacinação de gestantes

Contra-indicações

* História de anafilaxia a dose anterior da vacina ou seus componentes
* Deve ser adiada no caso de infecções agudas febris

Esquema

Para crianças até 7 anos (DT):
* Usar o mesmo esquema da DTPa 
Para maiores de 7anos:
* Imunização básica - são administradas 3 doses com intervalo de 1 a 2 meses entre a primeira e a segunda, e de 6 meses entre a segunda e a terceira (0, 1-2, 8).
* Reforços - são indicados a cada 10 anos, ou antes, conforme esquema de prevenção do tétano, quando a dTpa não poder ser utilizada. 
Para gestantes:
* Gestante não vacinada: aplicar 3 doses da dupla (dT) ou do TT com intervalo de 2 meses (intervalo mínimo de um mês), sendo a primeira dose o mais precocemente possível (quarto mês) e a terceira até 20 dias, no máximo, antes da data provável do parto (no oitavo mês) 
* Gestante com esquema incompleto: completar o esquema de 3 doses, de modo que a terceira dose seja dada até 20 dias antes da data provável do parto
* Gestante vacinada: aplicar dose de reforço, se a última dose tiver sido aplicada há 5 anos ou mais.

Doses

Administrar 0,5 ml, por via intramuscular.

Reação

Dor, vermelhidão e nódulo no local da aplicação. Menos frequentemente, pode ocorrer febre.

Considerações

Na vacinação de gestantes, as doses que faltarem devem ser dadas após o parto.