associado

Preste atenção em como os olhos dos nossos filhotes pequenos correm ligeiro por todos os ambientes. É uma vontade de ver tudo, de não perder nenhum detalhe de cor ou movimento, de descobrir o novo. Depois eles crescem e haja olho para enxergar tantas coisas no quadro negro, televisão, cinema, computador, cinema… Ufa! Para usar, tem que cuidar.Quando deve ocorrer a primeira visita ao oftalmologista?


A primeira visita ao oftalmologista deve ser realizada logo após o nascimento para o Teste do Olhinho. O primeiro teste deve ocorrer antes dos três meses de vida.


Qual deve ser a periodicidade das consultas?


Após o Teste do Olhinho, a criança precisa retornar aos seis meses para novos testes e, a partir daí, semestralmente até os dois anos de vida. Depois, a consulta passa a ser anual.


Atualmente as crianças usam muito computador, ipad, iphone e televisão. O uso começa cada vez mais cedo. Isso pode prejudicar a visão e, complementando, de que maneira os pais podem amenizar os prejuízos?


Hoje o uso de computador, Ipad e etc é uma realidade entre as crianças . Não são responsáveis por causar problemas visuais, mas as crianças apresentam queixas comuns mais cedo como, por exemplo, dificuldade de foco por muito tempo, dor de cabeça e sensação de olho seco.


Alguns alimentos realmente favorecem a saúde dos olhos? Ou isso é lenda?


Uma boa alimentação faz bem. A carência de vitamina A causa um problema de Xeroftalmia, que representa olho seco associado à cegueira noturna. Peixes, fígado, leite integral, queijo, manteiga, gema de ovos, vegetais folhosos, legumes e frutas são ricos em beta caroteno, precursor da Vitamina A.

A elevação da expectativa de vida entre os brasileiros, fenômeno diretamente relacionado à melhoria das condições sociais nas últimas décadas, ocasionou aumento de algumas doenças como a Degeneração Macular Relacionada à Idade, que é relacionada à senilidade, à raça branca e à exposição solar, entre outras. Alimentos ricos em Ômega 3, como atum, sardinha, salmão, bacalhau, crustáceos,brócolis, espinafre, rúcula, azeite de oliva, nozes e linhaça, entre outros, previnem ou atenuam a evolução do problema.