nestas

 

A disciplina é a segunda coisa mais importante que você ensina ao seu fiilho. O amor é a primeira. O significado original da palavra disciplina é ensinar, não castigar. E o objetivo deste ensinamento é on autocontrole, ajudar seu filho para que saiba e aprenda "Até aqui cheguei. E posso me conter".

 

Uma criança de 4 ou 5 anos que conhece seus próprios limites é uma criança que se sente segura de si mesma: sabe que pode se controlar e isto o enche de orgulho. Uma criança "malcriada" não conhece seus limites e provavelmente não vai deixar de se comportar mal buscando desesperadamente que alguém diga "Não! Chega!". Segundo Selma Fraiberg no livro Os anos mágicos, uma criança para quem não se ensina disciplina não se sente amada. Como transmitir este ensino aos seus filhos? Fazendo com que ele saiba, em palavras ou ações, "Cada vez que você fizer isso tenho que impedir, até que você seja capaz de se controlar".

 

O castigo físico não é a resposta

 

Quando falo de ações não me refiro ao castigo físico. Já não aceitável aplicá-lo. É uma falta de respeito. Uma criança não costuma aprender quando é atacada fisicamente. E se alguma coisa aprende disso é somente guardar o que sente e esconder sua raiva. Ao tratá-la assim o mais comum é que a criança responda e manifeste sua raiva mais pra frente.

 

Vivemos em uma sociedade violenta. Quando ensinamos a nossos filhos que a violência é o meio para resolver desentendimentos estamos fomentando a violência como uma forma de vida. É isso o que queremos? Além disso, podemos evitar o castigo físico somente se somos mais velhos e mais inteligentes que o nosso filho.

 

No entanto, a maioria de nós foi vítima de castigos físicos durante a infância. Por isso, é difícil não reagir da mesma forma quando perdemos o controle. Minha mãe costumava bater na gente com um pequeno ramo de um arbusto. Tínhamos que saber interpretar. Sempre acontecia isso comigo, tanto ela como eu chorávamos enquanto ela me castigava. Era traumático para os dois. Jurava que nunca ia fazer isso com os meus próprios filhos. No entanto, quando se comportavam muito mal a violência me tentava.

 

Mas quando reagimos nestas situações, estamos ensinando a nossos filhos a perder o controle quando na verdade o que queremos é que aprendam a manter o controle. É isso o que queremos? Meu neto de 5 anos disse a sua mãe há pouco tempo (a minha nervosa filha), "Mamãe, vamos nos sentir melhor se conversamos quando você estiver mais tranqüila". É por isso que quando uma criança perde o controle e precisa de disciplina é crucial que os pais mantenham a calma e estejam controlados, e que se lembrem sempre que o objetivo é ensinar, não castigar.